antologia da noite em claro

Sunday, February 19, 2006

Da necessidade de pausa

Ando cansado da fertilidade
Do brotar fecundo de temas
Desta insônia que interroga
Mais carne que alma.
Uma mordaça seria preferível a uma homenagem
Um tiro caíria melhor que um prelúdio
Um galho para os macacos
No lugar do epitáfio.
O que encerra o meu ser
– entrechoque de vírgulas –
são as coisas definitivas
como o silêncio e o crime.
E cada fiapo de memória
É uma tripa de mico
me suspendendo sobre o cadafalso.

4 Comments:

  • E por acaso, escrever também não é uma necessidade? Não é um engulho que nos pega pelo estômago e nos suspende acima da loucura do dia a dia?

    "these words I write are to keep me from total madness", Bukwoski.

    Bruno, ainda estou morrendo de inveja da sua incrível capacidade de dizer tanto, com tanta força, com tão poucas palavras.

    By Anonymous Felipe, at 4:41 AM  

  • Escreve aqui o teu cansaço.
    Verte a lírica, goteja lembranças.
    Tem muita alma do lado de cá que precisa do teu sacrifício diário.
    Eu preciso.

    By Blogger Márcia Nestardo, at 9:02 AM  

  • eu bem que te entendo, querido!

    By Blogger Tatiana, at 1:07 PM  

  • Bruno,

    todos os seus poemas postados aqui são bons. Em especial esse "Da necessidade de pausa" que traz uma imagética reforçada. Parabéns!!

    Adorei - entrechoque de vírgulas -

    PoetAbraços

    Clauky (convidando a conhecer meu blog poético)
    http://arteemtodaparte.blogspot.com

    By Blogger Clauky Saba, at 9:29 AM  

Post a Comment

<< Home