antologia da noite em claro

Friday, February 03, 2006

Oração

Senhor, livrai-me do Diabo.
Ontem o surpreendi na esquina de casa, espreitava-me.
Vi quando seguiu-me, mas alcancei o portão a tempo
e bati-lhe a porta na cara.
Livrai-me, Senhor, do Diabo na penumbra.
Com seu cheiro de urina e aguardente
ele a tudo afasta e contamina.
Hoje, pela manhã,
o encontrei entre os cactos,
bêbado e nu.
Senhor, livrai-me do Diabo
com sua máscara enrugada
seus olhos de cão faminto
suas mãos sujas estendidas.
Senhor, afastai a máscara, os olhos, as mãos
– e metade do meu egoísmo.

2 Comments:

Post a Comment

<< Home