antologia da noite em claro

Tuesday, February 21, 2006

Quiromancia

Eu acreditava em quiromancia
Até o dia em que uma cigana me disse
Que a minha linha da vida
Terminava naquele verão

Eu acreditava em quiromancia
Até o dia em que não morri
E vi atravessar a rua
Um homem que não tinha linhas
Porque não tinha mãos

0 Comments:

Post a Comment

<< Home